corrida
musculação para corredores

Os corredores que praticam corridas de rua de 5Km a maratonas (42 KM) procuram uma forma de ganhar mais resistência durante as provas, em outras atividades, como pedalar, treinamento funcional ou na musculação. O trabalho deve respeitar a especificidade do movimento e necessidades para a corrida, como a resistência muscular, força de resistência e proteção para as articulações. As musculaturas mais trabalhadas são o quadríceps, glúteo, posteriores de coxa e a panturrilha, mas devemos trabalhar todos os grupamentos musculares para obtermos benefícios como: menos dores na coluna (principalmente lombares), melhor postura na corrida, equilíbrio muscular entre membros inferiores e superiores.

Entre os benefícios obtidos com a prática de musculação pelo corredor estão: a proteção articular, já que músculos mais fortes e tendões mais preparados amortecem melhor o impacto nas corridas, correção da postura, aumento na massa óssea, prevenção de lesões e aumenta da resistência de corredores amadores, diz a Profissional de Educação Física Fernanda Andrade.

Mas, o trabalho na musculação deve ser bem orientado, pois os objetivos para a corrida são bem claros e específicos. O profissional de Educação Física é o melhor profissional para realizar a prescrição do plano de treinos de musculação para corredores, pois ele tem conhecimentos técnicos da musculação, na prescrição de treinamento de corrida e exercícios musculares envolvidos na sua prova de rua.

Na periodização de treinamento para as corridas o profissional irá ministrar diferentes métodos, volumes de treinos e intensidades para cada fase do treinamento, sempre objetivando as metas definidas no início do trabalho e o objetivo final.

Fernanda Andrade fala que estabelecer metas e objetivos claros é fundamental para o trabalho, pois só assim os resultados virão!

Os métodos de treinamento para a musculação para corredores são diversos, mas sempre devemos ser fiéis às especificações do treinamento e aos objetivos finais.

Para quem está começando o ideal é a utilização de aparelhos de musculação, pois o praticante terá uma adaptação neuromuscular muito mais eficiente e o ganho de força necessário para proteger suas articulações no início da atividade de corrida. Com a progressão dos treinos e na fase intermediária da periodização (planejamento dos treinos) de treinamento o praticante poderá utilizar de métodos de treinamentos intervalados, utilizando aparelhos, tiros de corridas e exercícios livres, sempre obedecendo o plano de treinos e a progressão de força e resistência física, fala a coach Fernanda Andrade.

DEIXAR UMA RESPOSTA